Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Luz de vela
Gladyston costa

O Sol todos os dias,
ao meio dia,
depois de sair da cama,
bem cedo,
olha de cima,
no seu ápice,
a Terra.
Mais tarde, cansado de brilhar,
se finge de vela acesa
e então emana um brilho frágil.
Recosta- se no horizonte
a observar, incólume, a Terra
sumir na escuridão do espaço.

Gladyston Costa


Biografia:
-
Número de vezes que este texto foi lido: 33794


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Infarto Gladyston costa
Crônicas No trânsito, a cidade. Gladyston costa
Poesias Luz de vela Gladyston costa
Crônicas Segundos no farol e a vida Gladyston costa
Crônicas COVID 19, nem tão novo assim. Gladyston costa
Poesias A morte da velha rica Gladyston costa
Crônicas Desembarque pelo lado esquerdo do trem Gladyston costa
Crônicas O verme da razão Gladyston costa
Crônicas Insônia Gladyston costa
Poesias Gula capital Gladyston costa

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 48.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 41136 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 41111 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 41066 Visitas
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 41026 Visitas
A tristeza no Nordeste - Wanessa Daiana de Brito 40509 Visitas
Conexão - Luca Schneersohn 40369 Visitas
Seu cheiro de tangerina - Helio Valim 40333 Visitas
Tempo - Luiz Fernando Sacramento Lusoli 39994 Visitas
Um dia serei algo - José Rony de Andrade Alves 39923 Visitas
Pou, a Majestade Não-Zoombi - Alice Silva 39748 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última