Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A Noite da Bruxa
Vinícius Luiz

Nunca fui de acreditar em bruxa, até aquele dia 31 de outubro.

Já era noite e eu estava sentado na porta de casa ao luar tomando um vento para refrescar, quando de repente as luzes de toda a rua se apagaram sem aviso prévio. Virou um breu!

“Maldita concessionária de luz!” - Pensei.

“Pago todos os meus impostos, bandeiras vermelhas, taxas de iluminação e tantos outras besteiras que eu nem imagino do que se tratam! Um absurdo!” - Novamente pensei.

Mas logo meus pensamentos foram interrompidos por uma voz feminina vindo de algum lugar ao meio da escuridão, áspera como a de uma idosa centenária que fumou seus tantos maços de cigarro durante toda uma vida, dizendo:

“Contenha seus pensamentos raivosos. A noite hoje é da Bruxa, filho. É a noite em que a escuridão toma conta e só a luz do luar dá refúgio aos merecedores”

Na hora me foi um grande susto ouvir aqueles inesperados comentários, mas retruquei com empatia tentando esconder o medo em minhas palavras:

“Minha senhora, tome cuidado por onde anda, nessa escuridão pode ser perigoso um tombo ou coisa pior!”

Foi quando a áspera voz subitamente veio sussurrar ao pé do meu ouvido, gelando a espinha como uma noite passada ao descampado nas madrugadas de junho:

“O andar é uma limitação aos meros mortais, meu jovem. A vingança que trouxemos à sua porta nessa noite nos exige muito mais do que pernas.”

Cambaleei e cai para trás, batendo a cabeça no meio fio.

Quando acordei a luz já havia voltado e sirenes clareavam intermitentemente a hora mais escura da madrugada.

Mas era o suficiente para ver o massacre que havia acontecido.

Paredes pintadas de sangue, corpos mutilados em tantos pedaços que sequer seria possível identificar quem foram um dia.

E dentro de mim, a dúvida jazia:

Por que será que sobrevivi à noite da Bruxa?


Biografia:
Escrevendo por ai, por aqui, por lá. contato: ldzdireito@live.com
Número de vezes que este texto foi lido: 255


Outros títulos do mesmo autor

Contos A Noite da Bruxa Vinícius Luiz
Poesias O Ciclo Diário do Advogado Militante Vinícius Luiz
Poesias Espera Vinícius Luiz
Poesias Saudade Contraditória Vinícius Luiz
Contos Carta Escrita por um Condenado Vinícius Luiz
Contos Companhia Vinícius Luiz
Contos Fixação Vinícius Luiz
Contos A Caminhada Vinícius Luiz
Contos Microconto - Aquilo Que Vem Com a Tempestade Vinícius Luiz
Contos Microconto - Para Ler e Lembrar a Noite Vinícius Luiz


Publicações de número 1 até 10 de um total de 10.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Amores! - 38377 Visitas
Desabafo - 37614 Visitas
MANCHETE DE JORNAL - sigmar montemor 36204 Visitas
Parabéns, Daniel Dantas! - Carlos Rogério Lima da Mota 36125 Visitas
Faça alguém feliz - 35926 Visitas
Vivo com.. - 35261 Visitas
eu sei quem sou - 34166 Visitas
viramundo vai a frança - 34165 Visitas
CÉREBRO HUMANO - Tércio Sthal 34072 Visitas
camaro amarelo - 34047 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última