Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
caro amigo
Edilania

caro amigo,
faz tempo que nao venho te contar,
sobre meu relógio que nao para de quebrar
sinto que a culpa é minha , mas logo ira acabar.

meu caro amigo,
nao estou a te atormentar
sinto muito se de minhas palavras a poesia faltar.
fecho meus olhos e deixo à alma com letras a falar

olá caro amigo,
ontem as nuvens vieram a me espreitar
a noite me seguiu com asas negras pesadas ao passar
e o relógio que em meio peito carrego começou a tiquetaquear

amigo,
a cada tic uma lagrima cai e cada tac um tormento vem
ontem senti o relógio uma vez parar
e nao eram pilhas, eram horas demais a trabalhar

caro,
o preço por o relógio voltar a trabalhar
as lagrimas que caem a nao molhar
e o sorrisos que eu crio para pessoas enganar

adeus caro amigo ,
hoje levarei meu relógio ao conserto
irei reforça-lo com ferro e tranca-lo
assim eu jamais irei usa-lo outra vez.




Este texto é administrado por: Libriana
Número de vezes que este texto foi lido: 27312


Outros títulos do mesmo autor

Poesias IRA Edilania
Poesias Céu Traiçoeiro Edilania
Poesias caro amigo Edilania
Poesias o que falta ? Edilania
Poesias A escrita do poeta Edilania
Poesias mente bagunçada Edilania
Poesias caminho Edilania
Poesias tabuleiro Edilania
Poesias monstros Edilania
Poesias semente da verdade Edilania

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 15.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 31417 Visitas
Amores! - 28322 Visitas
Desabafo - 28168 Visitas
Vivo com.. - 27818 Visitas
Faça alguém feliz - 27766 Visitas
Sonho de afeto - Dilcimar Ribeiro Fonsêca 27742 Visitas
MENINA - 27719 Visitas
camaro amarelo - 27697 Visitas
viramundo vai a frança - 27696 Visitas
sei quem sou? - 27687 Visitas

Páginas: Próxima Última