Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
As vacas
Foia
Hélder dos Santos da Glória Duarte


Quando eu era menino, houve um homem,
que nunca fora menino, que só fora, pai
deste menino, que agora também é homem.
Esse menino, em criança, chorava com muito ai!

Na Foia em Monchique, nas Montanhas,
onde aos sete anos, diante das vacas,
A Deus clamava: Tenho medo delas.
Tenho medo! muito! Sem vergonhas!

Baixem os cornos vacas malvadas!
Comam as ervas muitas comam!
Eu sou pequenino e vós muito elevadas!

Os homens, querem já me fazer homem,
ao me porem aqui, a cuidar de vós. oiçam!
Eu sou menino, pela devida das coisas ordem!


Biografia:
Eu nasci em 1963 em Monchique e fui Pastor evangélico. Tenho o 12.ANO feito em 1984 curso de Humanísticos. Tenho o curso de formação de Pastores da Convenção das Assembleias de Deus em Portugal no Instituto Bíblico desta instituição. Morei em várias cidades do país. Começei a escrever há algum tempo. Mas não tenho nenhum livro publicado. TENHO A DOENÇA DE PARKINSON estou na unidade de Longa duração e Manutenção de Albufeira. Pois estou doente.
Número de vezes que este texto foi lido: 33817


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Salvador Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias Todos Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias Vivo Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias Paulo a Corinto Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias Sabedoria Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias O Eterno Rei Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias Pecado Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias Me Mataram Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias Alvor Hélder dos Santos da Glória Duarte
Poesias Homofóbico Hélder dos Santos da Glória Duarte

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 124.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 40255 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 40231 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 40156 Visitas
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 40113 Visitas
Seu cheiro de tangerina - Helio Valim 39912 Visitas
Conexão - Luca Schneersohn 39730 Visitas
A tristeza no Nordeste - Wanessa Daiana de Brito 39728 Visitas
Tempo - Luiz Fernando Sacramento Lusoli 39316 Visitas
Um dia serei algo - José Rony de Andrade Alves 39102 Visitas
Pou, a Majestade Não-Zoombi - Alice Silva 39040 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última