Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Trinta anos sem Clara Nunes
Aldo Moraes

Foi como um ritual que adquiri um álbum duplo recentemente e coloquei no aparelho de CD para ouvir...

E só podia ser mesmo com muita consideração, magia e respeito.

Mas com muita alegria também...

Um CD com os grandes momentos de Clara Nunes.

Era menino ainda quando a sabiá se foi e lembro-me que o Brasil parou, paralisou mesmo.

Clara era a luz que irradiava nas noites de domingo no Programa Fantástico com o samba tradicional escrito por gente do quilate de Ataulfo Alves, Paulo César Pinheiro, Mauro Diniz e Paulinho da Viola.

Seu sorriso aparecia na tela quase sempre com os pés descalços, vestidos brancos ou coloridos e a magia dos ritos afro-brasileiros.

Sua beleza, sua alegria pela vida e o prazer em cantar os sambas de chão, de terreiro e os sambas-canção se juntavam à beleza dos santos e orixás.

O samba de Clara Nunes é o samba do violão de 7 cordas fazendo a diferença, dos atabaques e da cuíca, samba que não se furta em falar das nossas raízes e de uma promessa de futuro melhor.

A maravilhosa cantora e a encantadora mulher preenchiam a tela da televisão e sua voz ecoando 30 anos depois de sua morte com uma alegria e beleza indescritíveis enchem o peito da gente de saudade.

Trinta anos depois, comprovamos que Clara Nunes é de um tempo em que o samba era a alma do povo sofrido, resistente e lutador que não se abatia e nem se deixava dominar por modismos culturais.

A obra que Clara deixou é mesmo um enorme e inspirador samba-enredo que faz do Brasil um sambódromo que nos arrasta, nós povo, das montanhas de Minas ao frio do Sul, dos morros cariocas ao sossego paradisíaco das praias da Bahia...

Mais do que há trinta anos atrás quando não sabíamos o que o destino iria aprontar com a música brasileira, mais do que naquele já longínquo 1983, hoje precisamos muito mais ainda da música e da beleza solar de Clara Nunes!


Biografia:
Aldo Moraes nasceu em Londrina/PR. Músico e poeta, publicou em coletâneas nacionais, inclusive a Nau Literária(da Ed.Komedi) e venceu concursos de poesias em vários Estados Brasileiros. Publicou 7 livros pelo Clube de Autores. Como compositor erudito, é premiado na Suiça, Aústria e Brasil e tem peças no repertório da The New York Perfoming Arts. Coordena o Instituto Cultural Arte Brasil e o projeto musical Batuque na caixa. Foi Secretário Municipal de Cultura de Londrina.
Número de vezes que este texto foi lido: 29042


Outros títulos do mesmo autor

Artigos Oscar Niemeyer Aldo Moraes
Artigos O Instituto Antônio Carlos Jobim Aldo Moraes
Artigos Trinta anos sem Clara Nunes Aldo Moraes
Artigos Os 30 anos do Balão Mágico Aldo Moraes
Artigos Cazuza 55 Aldo Moraes
Artigos O Músico Dominguinhos Aldo Moraes
Artigos Acronon Aldo Moraes
Poesias Para a Bahia II Aldo Moraes
Contos A Temperança Aldo Moraes
Poesias O Haver do Amor II Aldo Moraes

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 68.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69423 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55898 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 47616 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44619 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44279 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43904 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 42892 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41793 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41532 Visitas
viramundo vai a frança - 41396 Visitas

Páginas: Próxima Última