Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Cazuza 55
Aldo Moraes


Este ano, o eterno poeta do rock brasileiro, o menino, o curumim, o erê da música (como ele mesmo gostava de citar) faria 55 anos.

Cazuza ou Agenor Miranda de Araújo também é lembrado como o exagerado ou o pierrot retrocesso...

A vida de Cazuza foi um turbilhão e sua carreira teve o ápice rock'nroll com a banda Barão Vermelho e o auge do domínio poético, musical e vocal na sua bem sucedida carreira solo.

Seus últimos discos "Ideologia" e "O tempo não pára" arrebataram multidões e deveria ser a trilha sonora desta geração que está aí e que vive num presente contínuo, sem sintonia alguma com a história e o humanismo.

Os anos 80 resgataram poetas jovens que à frente de uma banda de rock extravasaram as dores, angústias e esperanças de toda uma geração que ficou décadas sem poder falar e que nasceu sob o signo do medo e do silêncio impostos pela ditadura militar.

E os loucos anos 80 viram muita gente boa entrar e sair de cena... Outros vieram e mudaram e migraram...

E outros entraram e continuam brilhando à luz do imenso palco que é o Brasil!

Mas Cazuza foi mais fundo e falou de um país dominado por maus políticos e uma burguesia egoísta. Falou das mazelas de sua geração, das dores de amor e de preconceito. Cazuza se desnudou por quase uma década para todo o Brasil e foi do rock ao tango, do samba a bossa nova.

Cazuza não foi menino em sua arte. Cazuza foi grande e sua obra está aí para provar.

Desde sua morte, a Sociedade Viva Cazuza faz um exemplar trabalho de atendimento a crianças soro positivas e o humanismo de sua poesia é cada vez mais necessário nestes tempos de tecnologia e distanciamento entre as pessoas.

Viva Cazuza!


Biografia:
Aldo Moraes nasceu em Londrina/PR. Músico e poeta, publicou em coletâneas nacionais, inclusive a Nau Literária(da Ed.Komedi) e venceu concursos de poesias em vários Estados Brasileiros. Publicou 7 livros pelo Clube de Autores. Como compositor erudito, é premiado na Suiça, Aústria e Brasil e tem peças no repertório da The New York Perfoming Arts. Coordena o Instituto Cultural Arte Brasil e o projeto musical Batuque na caixa. Foi Secretário Municipal de Cultura de Londrina.
Número de vezes que este texto foi lido: 29117


Outros títulos do mesmo autor

Artigos Oscar Niemeyer Aldo Moraes
Artigos O Instituto Antônio Carlos Jobim Aldo Moraes
Artigos Trinta anos sem Clara Nunes Aldo Moraes
Artigos Os 30 anos do Balão Mágico Aldo Moraes
Artigos Cazuza 55 Aldo Moraes
Artigos O Músico Dominguinhos Aldo Moraes
Artigos Acronon Aldo Moraes
Poesias Para a Bahia II Aldo Moraes
Contos A Temperança Aldo Moraes
Poesias O Haver do Amor II Aldo Moraes

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 68.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69761 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55977 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 49518 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44709 Visitas
viramundo vai a frança - 44662 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44338 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43953 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 43558 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 42011 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41600 Visitas

Páginas: Próxima Última