Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
DOIS CORPOS
BENEDITO JOSÉ CARDOSO



A janela do quarto se abria
E o pingo de chuva que insistia
Naquela manhã cair
Alagava a rua ao meio dia.

Olhos surpresos se olhavam,
Brilhavam como o sol.
A ponte ainda os unia mundo afora
Naquela tarde sob o lençol

Dois corpos envolvidos
Aflorados
Num jogo sedutor de orgia e amor

Quando a tempestade se despedia
Entrelaçados
No prazer da noite anterior


Biografia:
"As obras do artista só têm valor, quando consegue atingir a sensibilidade daqueles que entendem"
Número de vezes que este texto foi lido: 681


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Quando tudo passar BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias RUA INCLUSÃO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias O PEQUENO EMANOEL BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias PROCLAMAÇÃO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias Narrativas da vida real BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel O DEDO MILAGROSO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias FINADOS BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias DOIS CORPOS BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias MAR DE FÉ II BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias MAR DE FÉ BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 136.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Amores! - 40441 Visitas
TOMO TUDO - sigmar montemor 39895 Visitas
Lamento - FERNANDO 39677 Visitas
Desabafo - 39398 Visitas
MANCHETE DE JORNAL - sigmar montemor 38194 Visitas
Faça alguém feliz - 37571 Visitas
Vivo com.. - 36785 Visitas
Parabéns, Daniel Dantas! - Carlos Rogério Lima da Mota 36394 Visitas
eu sei quem sou - 35732 Visitas
MENINA - 35545 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última