Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Sátiras unebianas
Caliel Alves dos Santos

Resumo:
Poesia social com muita crítica ácida.

Eu sou mais competente que a Damares
“Essa grande defensora da família”
Não sabia que pra estar num ministério
Bastava fazer um cursinho de Bíblia
A faculdade onde ela se graduou
Teve sua titulação revogada
Não é mais instituição de Ensino Superior
Se ela ainda nem é graduada
Como vai ser mestra de nada?
Eu vejo ela como um nada
Multiplique zero x zero
E o resultado ainda será nada
Eu nem sei se ela nada!
Minha pena está cheia de sangue
Mas não sou uma galinha tratada
A ministra da Mulher é uma bruxa
Que acha que é uma fada
Mais formado que a Damares Alves
Bibliografia mais real que a do Ricardo Velez
Mais honesto que o Ricardo Sales
Não tenho formação fantasma igual o Decotelli
O navio dele só se afunda
Enquanto meu avião decola
Sempre fui aluno da escola pública
Não precisei de plágio e nem cola
Cota é um direito adquirido
Não vejo como uma esmola
Negros se juntam com o opressor
Por oportunismo de privilégios
Quem é que se identifica
Com gente que não se leva a sério?
Você viu qual foi o resultado
Achou que ia ser melhor
Não tenho nada com capitalista,
Com comunista ou anarquista
Eu só não consigo dialogar
Com gente irracionalista
Me bloqueia no Zap
Me exclui da sua lista
Esse governo é uma piada
Nem adianta ser absurdista
E o MBL?
É mover o Brasil com lerdeza
A classe média bate panela
Tão tudo morrendo de fome?
E nós pobre com comida na mesa
Essa classe média
Vai viver na média
Vai morrer na média
Enquanto vociferam
Eu vou ultrapassando a minha própria média
Eu não faço miçanga
Nunca tive aula de artesanato
Mas quando eu me graduar
Vai ser o meu melhor ato!
O Brasil não muda com paliativos
Tem que mexer nas estruturas
Mas sempre que vem a mudança positiva
Abrimos as pernas pra uma ditadura
Eu tenho a poesia social
Vocês têm a posição social
Eu acho uma troca justa
Até que não ficou tão mal.


Biografia:
Caliel Alves nasceu em Araçás/BA. Desde jovem se aventurou no mundo dos quadrinhos e mangás. Adora animes e coleciona quadrinhos nacionais de autores independentes. Começou escrevendo poemas e crônicas no Ensino Médio. Já escreveu contos, noveletas, resenhas e artigos publicados em plataformas na internet e em algumas revistas literárias. Desde 2019 vem participando de várias antologias como Leyendas mexicanas (Dark Books) e Insólito (Cavalo Café). Publicou o livro de poemas Poesias crocantes em e-book na Amazon.
Número de vezes que este texto foi lido: 195


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas Quando o caçador vira a sua própria presa Caliel Alves dos Santos
Resenhas Só nos sobraram os espinhos Caliel Alves dos Santos
Resenhas Caçando demónios por aí Caliel Alves dos Santos
Resenhas Caçadores de emoções... e aventuras Caliel Alves dos Santos
Resenhas Oxente, tá aí um mangá que eu queria ler! Caliel Alves dos Santos
Artigos Conceitos e discursos sobre a auto inscrição africana Caliel Alves dos Santos
Artigos Precisamos falar sobre o Felipe Neto Caliel Alves dos Santos
Releases Financiamento coletivo – 10º símbolo Caliel Alves dos Santos
Resenhas Duas asas pra te proteger Caliel Alves dos Santos
Poesias Sátiras unebianas Caliel Alves dos Santos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 105.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 68388 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55711 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44411 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44133 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43754 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 42785 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 42119 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41353 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41291 Visitas
Amores! - 39788 Visitas

Páginas: Próxima Última