Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Gabriel Pereira do Amaral

Nossa
Estou triste
Mas, uma tristeza estranha
Não sei falar como
Não sei escrever como
Sei que sinto
Sinto uma tristeza
Um vazio
Uma dor
O peito dói
É oco
É escuro
Silencioso
Dói
Dor intensa
Nossa,
Não choro, não sorrio, sinto
Os meses passam
As semanas passam
Os dias passam
As horas passam
E continua a mesma coisa
O vazio
A dor
A solidão
A solitude
Olho para o teto vazio e escuro e nada vejo
Vejo amargura, se possível ver
Mas, algo eu digo
Eu sinto
Ou, nada sinto
Só existo


Biografia:
AMARAL, G P
Número de vezes que este texto foi lido: 263


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Gabriel Pereira do Amaral
Poesias Amante Gabriel Pereira do Amaral
Poesias Saudade Gabriel Pereira do Amaral
Poesias Coração Gabriel Pereira do Amaral
Poesias Fofinho Gabriel Pereira do Amaral
Poesias O Príncipe e o Sapo. Gabriel Pereira do Amaral
Poesias Tampa da Panela Gabriel Pereira do Amaral
Poesias Epifania Gabriel Pereira do Amaral
Poesias Frivolidade Gabriel Pereira do Amaral
Poesias Amor falído Gabriel Pereira do Amaral

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 11.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 69480 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55930 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 47972 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44652 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44303 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43924 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 43139 Visitas
viramundo vai a frança - 42739 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41882 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41556 Visitas

Páginas: Próxima Última