Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
AR DO MAL
BENEDITO JOSÉ CARDOSO

AR DO MAL

Neste momento de Covid em espiral
Não duvide desse mal
Ainda que o dia brilhante
amanheça tão radiante
E atrativo aos olhos, matinal.
Não nos esqueçamos que lá fora,
por hora,
há um estranho invisível mau a nos observar.
Suspenso, inquieto e oportunista a contaminar com um olhar de maldade.
Inspira cuidado sob a luz escaldante à realidade.
Pairando no ar em tão fina cor à temperatura diária oscilante.
Um temeroso mal oportunista que aflige e adoece mortalmente o corpo e a mente em tão fragil rubor constante.
Ainda que haja o temor enfim, assim abramos os corações sentinelas, às janelas da vida a seguir atentamente a este ser viral, que por ventura e momento, devamos inspirar, respirar, desta ilustre e bela natureza, de fugaz cor, um aviso ao desatento.
Resguarda-te; arma-te de todos os cuidados possíveis e previsíveis à aglomeração neste:
o isolamento à solução.


Biografia:
"As obras do artista só têm valor, quando consegue atingir a sensibilidade daqueles que entendem"
Número de vezes que este texto foi lido: 1106


Outros títulos do mesmo autor

Cordel A TELA DA DOR BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias Belém do Grão Pará BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel “SANTO LICOR” BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Crônicas “Um cenário de barbárie” BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel A ULTIMA LIGAÇÃO BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel “POBRE WALDEMAR” BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 131 até 136 de um total de 136.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
MENSAGEM SIMPLES - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
SOMENTE NÓS DOIS E O CÉU - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior