Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Texto de minha autoria.
Adivania Gomes Costa

Num dia cansada de tanto ser cobrada: “Você não fala comigo!” “Você não me responde!” “Não me dá atenção!” Não manda mensagem!” Resolvi sentar, pegar papel e caneta e fazer o que mais gosto; escrever.
Estamos vivendo num mundo, onde perdemos o senso comum da vida e tornamos escravos de um meio de comunicação, que por sinal tem seus valores, mas que deve ser usado sabiamente. As pessoas estão tão escravas dele; que conversa através dele, se relaciona através dele, trabalha através dele, vive com ele.
Os sorrisos, os abraços, os apertos de mãos, os elogios, as palavras que deveriam ser dados pessoalmente são dados através dele.
Ninguém mais vai as casas visitar, ou fazem rodas de amigos pra curti momento de uma boa conversa, de contar estórias que faziam você viajar num tempo bom imaginário, ou piadas que faziam você doer a barriga de tanto dar gargalhadas.
Lembro eu aqui agora: “Quando eu tinha meus 7, 8, ... anos, que os vizinhos iam em minha casa, estavam todos em volta de uma mesa grande e então os meus pais e eles começavam a contar estórias, que eu chagava a deslumbrar viajando por um mundo imaginário num voo sem fim! Ficava ali de olhos arregalados pra não perder nem um fio se quer da história.
O sono ia embora e quando tinha que ir dormir chegava sonhar um sonho bom por causa daquele momento.
Outras vezes quando os coleguinhas filhos daqueles vizinhos iam pra minha casa, nos reuníamos e fazíamos rodas e brincávamos de várias brincadeiras. Mas eu amava mesmo era está no meio dos adultos pra ouvi-los e sonhar com a minha possível história de amanhã.”
Hoje acabou tudo isso! O valor é dado a um objeto, e pensam estarem vivendo a modernidade de uma tecnologia que estão fazendo bem a si próprio.
Sabem porque existe DEPRESSÃO? Sabem o que é DEPRESSÃO? Depressão nada mais é alguém que guardou muita coisa dentro de si, e chegou a ficar com pensamentos descontrolados e não conseguiu ter alguém para ouvi-lo e compreendê-lo. Ainda que não à entenda nem concorde com suas paranoias, precisa ouvir essa pessoa e tentar compreender o porquê de tal comportamento depressivo.
É por isso que ao ir no medico e ser diagnosticado com sintomas depressivo ele indica ir ao psicólogo, pois o psicólogo ira ouvi e tentar ajudá-la a controlar e ou encontrar soluções para seu mundo guardado.
Pois muitas das vezes o depressivo, só queria o abraço e beijo que não ganhou, ou o ombro amigo que lhe negaram, ou o ouvir um verdadeiro EU TE AMO! Ou senti o carinho e afeto que te faz senti bem.
Mas as vezes preferem mandar um ícone de beijo por mensagem de texto do que dar um beijo, preferem mandar um coração do que dizer eu te amo! Preferem por uma carinha de choro do que derramar suas lagrimas de verdade, ou colocar uma carinha frustrada ou com raiva do que realmente viver tudo isso.
Sem contar é claro do coitado do português que é literalmente assassinado pelos tais que o escrevem.
Penso que ser humano deve viver tudo isso; inclusive ficar nervoso, se entediar (claro que sempre respeitando o próximo) mas de forma verdadeiramente humana, e não por um meio de comunicação onde não será exposto aos olhos do próximo à sua verdade.
Falando em relacionamentos, parecem que não são mais para serem vividos em famílias ou a dois, mas sim para ser expostos em redes sociais, que mostrados em fotos parecem ser lindos, perfeitos, mas que pessoalmente (em casa) pode estar um verdadeiro inferno.
Isso tudo pra mostrar um status, e que muitas das vezes chegam a não durar. Pode sim postar uma foto a dois ou em família, mas no meu ponto de vista ficariam melhor a foto num porta retrato onde teria história pra contar do que status pra mostrar.
As mensagens enviadas e momentos que se vivem através de um objeto diariamente, em segundos até, eram melhores quando se levava uma semana para se verem e que conversavam por escritas de cartas, e guardavam as melhores coisas para serem ditas quando estivessem juntos sentados à beira de uma simples fogueira no chão, ou a luz de um luar que surgiriam os melhores beijos e abraços e diriam um verdadeiro eu te amo.
É se deixo claro a minha resposta: “Eu sou antiga em muitas coisas, e o a sós talvez me caiba melhor do que momentos fúteis através de rede social que não me deixa enxergar a verdade e até o vazio de um olhar. Eu gosto mesmo é de falar e ser ouvida, não vou ser vulnerável a uma tecnologia que eu sei o modo que gosto de usa-la. Venha até mim, estarei aqui sutilmente esperando pra lhe ouvi ou lhe falar.












Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 33762


Outros títulos do mesmo autor

Cartas Sonho acordada Adivania Gomes Costa
Cartas Só um sonho,um desejo! Adivania Gomes Costa
Cartas O amor eterno. Adivania Gomes Costa
Discursos Texto de minha autoria. Adivania Gomes Costa


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 34469 Visitas
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 34373 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 34367 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 34362 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 34361 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 34348 Visitas
Como posso desenvolver uma campanha de marketing - Antonio 34348 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 34343 Visitas
A Carta Gelada - José Rony de Andrade Alves 34336 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 34323 Visitas

Páginas: Próxima Última