Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
SILENCIOSA AGONIA
sigmar montemor


Na calçada imunda, fétida e dura
Chora o menino, drogado, com frio
O corpo apodrecido e a alma pura
Pendurada apenas por um frágil fio

Buzinas, fumaça e gente apressada
Todos imunes à desgraça alheia
Muitos podem, ninguém faz nada
Menino-inseto debatendo-se na teia

Meio-dia... A fábrica apita
E apesar da dor lancinante
O guri não soluça nem grita
O fio se parte... Último instante...

Não é incômodo nem estorvo
Os anjos da morte cantam em coro
E arde doída no bico do corvo
Uma bituca molhada de Marlboro


Biografia:
nascido em 1964 na cidade de são paulo já publicou em cerca de 90 sites ( brasil, portugal, espanha, usa e cuba )
Número de vezes que este texto foi lido: 33759


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O PERNILONGO sigmar montemor
Poesias ÁVIDA DE VIDA sigmar montemor
Poesias RELIGIOUS-MIX sigmar montemor
Poesias PRECE sigmar montemor
Humor BUSH sigmar montemor
Poesias UM HOMEM LIVRE sigmar montemor
Poesias IARA sigmar montemor

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 181 até 187 de um total de 187.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
PERDE E GANHA - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
Vencer - Jackson Wesley 0 Visitas
Cadê Minha Vida - Jackson Wesley 0 Visitas
VIVA A SUA GLÓRIA - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior