Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ACASO
DIRCEU DETROZ

Arremeto meu voo
na direção convexa
das paralelas curvadas,
sobrevoo as vertigens.

Olho pelo retrovisor,
sou perseguido
por miragens disfarçadas
regidas pelos pêndulos.

Na fuga me ejeto,
mas o céu ficou distante,
no labirinto da gravidade
não existem asas de anjos.

Ali há muitos perigos,
legiões de diabinhos
de repente aparecem
querendo me beijar.

No meu pouso
o acaso é sempre suspeito,
um paradoxo surreal,
é nele que me espatifo.


Biografia:
Sou catarinense, natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br.
Número de vezes que este texto foi lido: 388


Outros títulos do mesmo autor

Poesias LIZZANDRA DIRCEU DETROZ
Artigos UMA GUERRA SILENCIOSA DIRCEU DETROZ
Poesias CIO DIRCEU DETROZ
Poesias JARDIM SECRETO DIRCEU DETROZ

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 1011 até 1014 de um total de 1014.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
MENSAGEM SIMPLES - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
SOMENTE NÓS DOIS E O CÉU - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior