Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Preview: Distante do Céu
Caliel Alves dos Santos

Resumo:
Meu mais novo livro publicado na plataforma Amazon, anjos e demônios num cenário pós-apocalíptico lutando pela supremacia da Terra.

Eles brigavam constantemente. Mas naquele momento, os ânimos estavam bastante exaltados. O rapaz pegou o capacete no sofá da sala e saiu pela porta da frente fazendo estardalhaço. Ela não se deu por vencida, veio atrás dele, gritando como uma louca. O jovem não parecia interessado, subiu na motocicleta e deu ignição, acelerou-a tentando silenciar os gritos da mãe, a mulher já chorava. Ela enfiou a mão no guidom e retirou a chave. O estapeou com força no rosto. Plaft! O som fez um eco seco no ar. O garoto ficou olhando para o horizonte. Ela pôs as mãos no rosto. Se sentiu envergonhada, os vizinhos a tudo assistiam pelas persianas das janelas.
     — Se você se importasse só um pouquinho com seu futuro, não arriscaria a vida numa moto! — bradou ela.
     — Eu não pedi pra nascer caso você não saiba — retrucou ele. — Eu não tenho culpa se eu sofri aborto paternal.
     — Já conversamos sobre isso, seu pai não pôde ficar aqui...
     — Não me importa! — disse ele furioso. — A senhora nunca fala dele, só diz que ele nos abandonou para nos proteger. Que tipo de pai abandona a família pra protegê-la, mãe? A senhora todos os dias dobra o joelho no chão chamando por Deus, aonde é que ele está que não vê o nosso sofrimento?
     — Eu não sei mais o que fazer com você Arthuriel — disse alisando as têmporas. — Você sai com essa moto por aí, sem carteira de habilitação. Pode ser preso!
     Ele continuou com o rosto virado. A mãe tomou o seu rosto nas mãos, o jovem rangia os dentes. Estava furioso.
     — Nós precisamos de dinheiro, né mãe!?
     — Mas não dessa forma garoto? — retrucou ela. — Você é mais importante do que a casa. Saía dessa vida de malocagem e arrume logo um emprego, se tornar alguém decente, quem sabe até estudar, não quero que você se torne alguém como...
     — Como o papai? — perguntou ele com alguma esperança. — Porque a senhora nunca fala dele, hein mãe? Qual o mistério? Porque é que ele abandonou a gente?
     — Eu... snif-snif. — Ela não conteve as lágrimas. Toda vez que tocavam nesse assunto, havia mais briga e choro do que respostas.
     — Quer saber? Tô cansado disso, coroa. Cansado, ouviu!
     A mulher pôs a mão na boca tentando parar a torrente de choro, caminhou apressada em direção à casa. O vizinho da porta da frente meneou a cabeça e disse:
     — Não se sente envergonhado de fazer isso com sua mãe, Arthuriel?
     — Vá se lascar, velho! — respondeu irritado.
     Num movimento rápido, deu partida na moto e avançou deixando a mãe para trás. O garoto olhava a mulher em soluços pelo retrovisor. Os moradores desviaram quando ele passou velozmente. Era tido como o típico garoto problema na vizinhança. Sua mãe o definia muito bem: arrogante, egoísta e individualista. Por sua vez, o rapaz não se importava. Odiava a tudo e a todos. Se não fosse a exceção do amor que nutria àquela mulher, a seu modo, ele já teria dado o fora. Uma estranha sensação de piedade e necessidade de retribuição o prendia àquela casa minúscula num bairro pobre de sua cidade natal.
     Só havia uma coisa que o fazia se sentir bem. Mesmo arriscando a vida, era uma maneira de levantar uma grana e aumentar a dose de adrenalina in natura. Arthuriel unia o útil ao agradável. Todas as noites, ele pegava a moto e ia para a Death Line. Era o mais perigoso racha de motos da região. Ele participava de todas as edições. O adolescente de 17 anos era um famoso corredor...

Continua

Se você gostou do que leu, então vai querer ler o resto!
Distante do Céu é um conto de fantasia e pós-apocalipse onde anjos de demônios lutam pela supremacia da Terra. Acesse o link e descubra como adquirir o seu e-book:

https://www.amazon.com.br/Distante-do-C%C3%A9u-Caliel-Alves-ebook/dp/B085JWC8NY/


Biografia:
Caliel Alves nasceu em Araçás/BA. Desde jovem se aventurou no mundo dos quadrinhos e mangás. Adora animes e coleciona quadrinhos nacionais de autores independentes. Começou escrevendo poemas e crônicas no Ensino Médio. Já escreveu contos, noveletas, resenhas e artigos publicados em plataformas na internet e em algumas revistas literárias. Desde 2019 vem participando de várias antologias como Leyendas mexicanas (Dark Books) e Insólito (Cavalo Café). Publicou o livro de poemas Poesias crocantes em e-book na Amazon.
Número de vezes que este texto foi lido: 33772


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas Azul sempre foi a cor mais quente Caliel Alves dos Santos
Releases Zumbi, mais que ação, um ideal Caliel Alves dos Santos
Releases Arqueologia Pop – VAN Caliel Alves dos Santos
Resenhas Arqueologia Pop – Kroma! Caliel Alves dos Santos
Releases Arqueologia Pop – Nova Ventura Caliel Alves dos Santos
Resenhas Arqueologia Pop – Blood Crystals Caliel Alves dos Santos
Resenhas Quando o caçador vira a sua própria presa Caliel Alves dos Santos
Resenhas Só nos sobraram os espinhos Caliel Alves dos Santos
Resenhas Caçando demónios por aí Caliel Alves dos Santos
Resenhas Caçadores de emoções... e aventuras Caliel Alves dos Santos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 111.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 35491 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 35427 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 35351 Visitas
Como posso desenvolver uma campanha de marketing - Antonio 35338 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 35318 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 35312 Visitas
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 35295 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 35270 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 35266 Visitas
Um dia serei algo - José Rony de Andrade Alves 35255 Visitas

Páginas: Próxima Última