Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
poço
Edilania

como poderia confiar em mim mesma, quando eu me levo ao desespero
quando me levo a loucura ao medo e por fim minha própria tortura,
ei, você pode ouvir essas palavras ecoarem por dentro da sua cabeça
ou talvez você não chegou ainda no final desse maldito poço
pode ouvir esses meus gritos infernais e essa chuva que insiste em cair desses olhos
não me procure pelos cantos muito menos no céu traiçoeiro
olhe aqui para baixo ,isso chegue mais perto ,e agora você pode me ver ?
não se assuste se as marcas de arranhões de repente aparecerem em você
venha até a mim pise por cima desse repugnante chão coberto de minhas lamentações,
de minhas dores ,rasgue essas minhas cortinas de ilusão mostre-me o verdadeiro terror
quebre essas lembranças tóxicas que eu tenho ,estenda essa sua mão calorosa
agarre-me como agarra essa sua mentira ,me leve até aquele lugar onde sempre fomos,
envolva suas mãos em volta de meu pescoço
e agora, você pode sentir a pulsação de minha veia?, pode ouvir o meu suspiro em busca do ar? agora você pode me jogar
isso mesmo solte estas tuas mãos de morte deixe me cair e cair cada vez mais
lembro-me que este poço não era tao escuro
então você fez isso ,deve estar mal
vejo que não esta muito diferente de mim
ei ,me diga ,qual a sensação de me jogar poço a baixo ?
você se arrepia? sua pele congela? seu olhar fica vazio? sua respiração muda o ritmo ? e seu coração se quebra ainda mais?
mais que bela mascara você usa, você sempre vem até mim e me joga cada vez mais fundo
acho que essa sua mentira pecadora te corrói não é
então venha a mim uma ,duas, quantas vezes for necessário
grite comigo ,arraste-me pelo chão e me jogue , jogue
não pense muito apenas faça
já que sentimos a mesma dor inúmeras vezes
ninguém me vera, eu estarei sempre aqui, você não pode dar um fim a isso
enquanto eu tento sufocar esses gritos e costuro minhas pálpebras
você deve colocar aquele seu sorriso mentiroso ,aquela felicidade fingida
enquanto eu estiver aqui ,você sempre abrira essa nossa ferida
ei, eu e você somos uma só ,você é uma casca falsa de emoções
e eu, sou a sua alma,sua dor , seu reflexo
e então você pode me sentir ? não se preocupe, quando você fechar esses seus olhos eu irei falar com você, irei te arranhar ,irei fazer feridas cada vez mais fundas
então me jogue cada vez mais fundo nesse poço.


Este texto é administrado por: Libriana
Número de vezes que este texto foi lido: 232


Outros títulos do mesmo autor

Poesias IRA Edilania
Poesias Céu Traiçoeiro Edilania
Poesias caro amigo Edilania
Poesias o que falta ? Edilania
Poesias A escrita do poeta Edilania
Poesias mente bagunçada Edilania
Poesias caminho Edilania
Poesias tabuleiro Edilania
Poesias monstros Edilania
Poesias semente da verdade Edilania

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 15.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 185721 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 164429 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 163991 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 130839 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 117949 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 81164 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 70001 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 65254 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 60566 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 55938 Visitas

Páginas: Próxima Última