Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Voragem
Ricardo Porto



DEIXO QUE PELES E PELOS
EM VIAS DE SE RACHAREM
ME EMBRIAGUEM DE DESEJOS
EXCITADOS DE CORAGEM

TIRO O PESO QUE NÃO PRESTA
ABRO AS FRONTEIRAS DO CORPO
ACENDO LUZES PRÁ FESTA
ARDO-ME EM BRASAS DE OURO

VENHAM-ME VÍCIOS GUARDADOS
COM SEUS SABORES SORTIDOS
CAIAM-ME ANJOS SAFADOS
SOBREPUJANTES PERIGOS

DANEM-SE TODAS AS TOGAS
DANEM-SE TODOS OS MANTOS
DANEM-SE TODOS OS DOGMAS
FODAM-SE TODOS OS SANTOS

SIGO SINAIS MARINHEIRO
DE DEUSES FEITOS NA CAMA
AMAR É RASGAR-SE INTEIRO
E GOZAR POR ONDE SANGRA


Biografia:
Ator, poeta e palhaço. Pra quem fez alguma coisa o espaço é pequeno; pra quem não fez nada é muito grande.
Número de vezes que este texto foi lido: 33785


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Vem Ricardo Porto
Poesias Grito Ricardo Porto
Poesias Voragem Ricardo Porto
Poesias O Medo da Fome Ricardo Porto


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 48027 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 47643 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 47337 Visitas
A tristeza no Nordeste - Wanessa Daiana de Brito 47204 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 46672 Visitas
Um dia serei algo - José Rony de Andrade Alves 46149 Visitas
Tempo - Luiz Fernando Sacramento Lusoli 45928 Visitas
Pou, a Majestade Não-Zoombi - Alice Silva 45708 Visitas
Conexão - Luca Schneersohn 45610 Visitas
Amanhã não saio fico em casa - Martinho do Rio 42501 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última